Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
28º Previsão para hoje (27 de setembro) 27 de setembro
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
05
05 OUT 2017
MEIO AMBIENTE
Bariri se destaca em índice de efetividade de gestão
enviar para um amigo
receba notícias

O município de Bariri destacou-se no Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M), indicador criado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e divulgado nesta semana.

Criado pelo órgão fiscalizador em 2015, o IEG-M é composto por dados de sete setores: educação, saúde, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, proteção aos cidadãos (quesitos ligados à área da Defesa Civil) e governança de tecnologia da informação.
Bariri obteve classificação B+ (muito efetiva), assim como Bocaina e outras 71 cidades no Estado de São Paulo. Outros municípios da região tiveram nota inferior.

A classificação leva em conta cinco faixas de avaliação: altamente efetiva (A), muito efetiva (B+), efetiva (B), em fase de adequação (C+) e baixo nível de adequação (C).
Os dados foram consolidados a partir de informações de 2016. De acordo com o TCE, assim como nos dois últimos anos, em 2017 nenhuma das cidades recebeu classificação A.

Em relação a Bariri, a melhor nota foi dada ao Índice Municipal do Meio Ambiente. Um dos tópicos contempla o gerenciamento de resíduos sólidos. Apesar do alto custo pago pela prefeitura para que o lixo seja destinado a aterro particular, a medida é positiva do ponto de vista ambiental. O antigo lixão funciona atualmente como estação de transbordo. O TCE atribuiu a Bariri a pior nota quanto ao Índice Municipal de Proteção dos Cidadãos.

“Os resultados obtidos nesses três últimos anos já produziram uma série de informações que contribuíram para o aprimoramento do controle externo, indicando pontos que merecem maior vigilância”, aponta o tribunal. “Além disso, os dados estão sendo utilizados por prefeitos e vereadores como uma ferramenta de aferição de políticas, reavaliação de prioridades e consolidação do planejamento.”

O índice é composto pela combinação de três itens: dados governamentais e outras fontes oficiais de informação; dados oriundos de sistemas automatizados de apoio à fiscalização; e informações levantadas a partir de questionários preenchidos pelas prefeituras.

Conheça os índices

I-Educ
O Índice Municipal da Educação mede o resultado das ações da gestão pública municipal nesta área por meio de uma série de quesitos específicos relativos à educação infantil e ensino fundamental, com foco em aspectos relacionados à infraestrutura escolar. Este índice reúne informações sobre avaliação escolar, conselho e Plano Municipal de Educação, infraestrutura, merenda escolar, qualificação de professores, transporte escolar, quantitativo de vagas, material e uniforme escolares.

I-Saúde
O Índice Municipal da Saúde mede o resultado das ações da gestão pública municipal neste tema por meio de uma série de quesitos específicos, com ênfase nos processos realizados pelas prefeituras relacionados à Atenção Básica, Equipe Saúde da Família, Conselho Municipal da Saúde, atendimento à população para tratamento de doenças como tuberculose, diabetes, hipertensão e cobertura das campanhas de vacinação e de orientação à população.

I-Planejamento
O Índice Municipal do Planejamento verifica a consistência entre o que foi planejado e o efetivamente executado, por meio da análise dos percentuais gerados pelo confronto destas duas variáveis. Neste confronto, além dos aspectos relacionados ao cumprimento do que foi planejado, também é possível identificar a existência de coerência entre as metas físicas alcançadas e os recursos empregados, bem como entre os resultados alcançados pelas ações e seus reflexos nos indicadores dos programas.

I-Fiscal
Este índice mede o resultado da gestão fiscal por meio da análise da execução financeira e orçamentária, das decisões em relação à aplicação de recursos vinculados, da transparência da administração municipal e da obediência aos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

I-Amb
O Índice Municipal do Meio Ambiente mede o resultado das ações relacionadas ao meio ambiente que impactam a qualidade dos serviços e a vida das pessoas. Este índice contém informações sobre resíduos sólidos, educação ambiental, estrutura ambiental e conselho ambiental.

I-Cidade
O Índice Municipal de Proteção dos Cidadãos mede o grau de envolvimento do planejamento municipal na proteção dos cidadãos frente a possíveis eventos de sinistros e desastres. Reúne informações sobre plano de contingência, identificação de riscos para intervenção do poder público e infraestrutura da Defesa Civil.

I-Gov TI
O Índice Municipal de Governança de Tecnologia da Informação mede o conhecimento e o uso dos recursos de tecnologia da informação em favor da sociedade. Este índice reúne informações sobre políticas de uso de informática, segurança da informação, capacitação do quadro de pessoal e transparência.

Colaborou/Texto: Alcir Zago
Fonte: Jornal Candeia (www.jornalcandeia.com.br)
 

Fonte: Jornal Candeia - www.jornalcandeia.com.br
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia