Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
27º Previsão para hoje (31 de janeiro) 31 de janeiro
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
15
15 MAI 2017
MEIO AMBIENTE
AES Tietê pretende instalar usina de geração solar em Bariri
enviar para um amigo
receba notícias

A AES Tietê, empresa que administra a Usina Hidrelétrica Álvaro de Souza Lima, de Bariri, pretende instalar na cidade usina para geração de energia elétrica a partir da incidência de raios solares. Tecnicamente, o projeto é denominado minigeração solar fotovoltaica. Além de Bariri, a AES Tietê tem mais duas propostas semelhantes nas cidades de Cerquilho e Rio Claro.

Recentemente, houve consulta da firma junto à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) sobre a necessidade de licenciamento com avaliação de impacto ambiental para a instalação dos projetos.

A documentação sobre possíveis impactos ambientais começou a tramitar em 2016. Em setembro do ano passado a empresa apresentou diagnóstico ambiental preliminar dos três projetos.

O de Bariri deve ser instalado em área de 10 hectares situada na Rodovia Braz Fortunato (SP-261), a poucos metros da usina hidrelétrica. Parte da gleba pretendida para o negócio pertence à Companhia Energética de São Paulo (Cesp). Se a proposta for viabilizada, haverá necessidade de supressão de 241 árvores existentes no local.
Pelo projeto, a energia elétrica gerada pelo sistema fotovoltaico será interligada à rede distribuidora já existente, aumentando a oferta de energia elétrica. No Brasil, a matéria é de competência do Operador Nacional do Sistema Elétrico.

Além da consulta ao órgão ambiental estadual, a AES Tietê acionou a prefeitura de Bariri sobre os trâmites do projeto em nível municipal, a exemplo do uso e ocupação do solo, de responsabilidade do poder público local.

O chefe do Setor de Meio Ambiente da prefeitura de Bariri, Sincler Policarpo, ressalta que não existem entraves para a instalação do projeto em Bariri. “Do ponto de vista ambiental, não vemos nenhum tipo de problema na instalação dessa usina”, diz.

Policarpo obteve comprometimento da empresa de que o domicílio fiscal da usina alimentada por energia solar ficará em Bariri. Isso permitiria que parte da receita tributária seja destinada ao município.

Na década de 2000 a AES Tietê transferiu o endereço fiscal da usina hidrelétrica de Bariri para Boraceia. A mudança fez com que Bariri tivesse perda significativa com repasses do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O Candeia acionou a assessoria de imprensa da AES Tietê. A informação é que a pessoa que poderia falar a respeito do projeto estava num compromisso fora da empresa e, por isso, não houve retorno até o fechamento desta edição.

Sustentável

A iniciativa da AES Tietê em gerar mais energia elétrica segue duas resoluções publicadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O órgão regulamentou por meio de resoluções normativas nº 482, de 2012, e nº 687, de 2015, as diretrizes para a implantação de micro e minigeração de energia elétrica que utilizam fontes renováveis de energia.

Os documentos estabelecem que a potência instaladas das centrais geradoras não ultrapassem 5 MW (megawatt). O objetivo é reduzir as barreiras de conexão de pequenas centrais geradoras na rede de distribuição elétrica.

A energia fotovoltaica é a forma que mais vem sendo discutida e testada, por causa da maior facilidade de instalação e porque a operação e a manutenção são mais simples. É uma maneira sustentável de geração de energia elétrica.

Colaborou: Jornal Candeia
Créditos: Foto e Texto: Alcir Zago / Jornal Candeia
 

Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia