Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
31º Previsão para hoje (19 de maio) 19 de maio
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
06
06 DEZ 2022
INFRAESTRUTURA
Prefeitura de Bariri faz força-tarefa para recuperar estragos provocados pela chuva
Foto Noticia Principal Grande
Na Rua Sete de Setembro foi aberta uma cratera com a força enxurrada, porém o reparo já foi  feito na manhã desta terça-feira (Fotos: Infraestrutura)
enviar para um amigo
receba notícias

A orientação é que a população evite locais onde há possibilidade de ocorrer alagamentos,
bem como não passar por água parada, no intuito de evitar doenças ou até acidentes

Em razão dos alagamentos e demais estragos provocados pela forte chuva que caiu em Bariri na tarde desta segunda-feira (5), a Prefeitura, por meio da Diretoria de Infraestrutura, montou, nesta terça-feira (6), uma força-tarefa para limpeza e tapa-buraco no município.

A informação da Defesa Civil de Bariri é que os estragos foram causados porque a chuva foi concentrada no perímetro urbano. “Foram cerca de 100 milímetros em aproximadamente 45 minutos, com muita água concentrada em uma pequena área, visto que nas propriedades rurais do município foi marcado de 25 a 30 mm”, informou Claudenir Rodrigues, o Fredy, diretor de Infraestrutura e coordenador da Defesa Civil municipal.

Com esse grande volume de chuva em um curto espaço de tempo em Bariri, pontos tradicionais da cidade não suportaram a água e alagaram, entre eles o  cruzamento da Rua Sete de Setembro com a Avenida Antônio José da Silva, a Alameda das Margaridas, onde se situava o Tiro de Guerra e hoje está o Espaço Amigo, o trecho que liga a Rodoviária à Gruta de Santo Expedito e o trecho da Rua João Lemos com a Campos Salles.

Diante da situação, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros de Bariri foram até esses locais, interditaram e sinalizaram as vias nos pontos mais críticos. “As vias mais prejudicadas foram sinalizadas até que começasse o trabalho de recuperação desses locais. Fora a limpeza, se continuar sem chover nesta terça-feira, arrumaremos os buracos causados pela chuva, como já fizemos na Rua Sete de Setembro cuja cratera foi tapada”, disse.

Fredy relata que depois da chuva de ontem, foi preciso envolver equipes de outros setores da Prefeitura para socorrer a população. “A Defesa Civil existe em Bariri, é atuante e não falta equipamento. Hoje, ela tem uma forte parceria com o Corpo de Bombeiros, sendo um trabalho em conjunto. Ontem mesmo, foi preciso delegar funções envolvendo até a Diretoria de Obras, o Setor de Trânsito e o Saemba, além do Corpo de Bombeiros”, informou Fredy.

Como há previsão de mais chuva para os próximos dias, o diretor orienta a população para que evite locais onde há possibilidade de ocorrer alagamentos, bem como não passar por água parada, no intuito de evitar doenças ou até acidentes.

Investimentos

Para o prefeito Abelardinho, o que ocorreu nesta segunda-feira foi um caso atípico. “Choveu muito em um curto espaço de tempo. Foi um volume de água muito grande e não há vazão suficiente. O principal ponto é o assoreamento dos córregos que cortam o município e a falta de galerias pluviais em pontos estratégicos”, esclareceu Abelardinho.

Segundo o prefeito, essas obras para construção de galerias e o desassoreamento dos córregos de Bariri começarão a ser executadas no início do próximo ano. “No início de 2023 começaremos a obra da galeria da Expressa Sul, que são quase 1,5 km, sendo um investimento de aproximadamente 1,5 milhão de reais. Essa  obra será realizada a partir de convênio com o estado de São Paulo, junto ao Fundo Estadual de Recursos Hídricos, o Fehidro”.

Abelardo informou que haverá a contratação de máquinas cavadeiras hidráulicas e retroescavadeiras para poder fazer o desassoreamento dos córregos do município. “Ontem percebemos que não foi só a falta de limpeza dentro dos córregos, como também a falta de galerias pluviais. Além disso, falta em Bariri uma limpeza permanente das galerias e, no momento, não temos mão de obra suficiente para isso, sendo necessário terceirizar os serviços. Não dá para atacar só quando o problema acontece, é preciso planejamento e pôr em prática aos poucos”, pontuou o prefeito.

O prefeito apontou que a responsabilidade pela limpeza das galerias é da Diretoria de Infraestrutura que trabalha com equipe reduzida. “Acontece que, pela falta de mão de obra, as limpezas nas galerias são efetuadas somente nas emergências. Isso porque a mesma equipe de Infraestrutura é responsável pela limpeza pública, limpeza de galerias, manutenção de vias e também pelo asfalto”, esclareceu.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia