Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
24º Previsão para hoje (29 de maio) 29 de maio
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
04
04 MAR 2024
GABINETE
Nota de Esclarecimento
enviar para um amigo
receba notícias
Nota de Esclarecimento

A Prefeitura Municipal, por meio do Comitê de Prevenção e Combate à Dengue do município de Bariri, vem a publico esclarecer a respeito da nebulização contra o mosquito Aedes aegypt:

1) Há tempos, a Prefeitura de Bariri vem adotando o uso do inseticida CIELO UVL através da nebulização costal de casa em casa, em que os agentes entram nas residências e aplicam o produto;
2) Durante o mês  de março, será feita a nebulização nos bairros com alta incidência de casos de dengue, com um equipamento acoplado em um veículo,  chamado NAV,  que passa pelas ruas aplicando este mesmo produto;
3) Este produto CIELO UVL é  fornecido exclusivamente pelo Ministério da Saúde e seu custo chega a 4 mil reais o litro, portanto, dificilmente as prefeituras estariam usando em larga escala, pois devido ao seu alto custo e trâmites para o fornecimento isso não seria possível;
4) Os produtos que são largamente utilizados nos tradicionais " fumacês", são inseticidas do grupo organofosforados, que são de baixo custo, porém,  não recomendados pelo Ministério da Saúde, pois além de poderem causar intoxicação, são responsáveis por um grande número de mortes no Brasil devido à sua toxicidade aguda, o que levou o Instituto Nacional do Câncer a se posicionar contra o uso dessas substâncias;
5) Muitas cidades que fizeram o uso do tradicional “fumacê”, inclusive por até três vezes, ainda permanecem com números altos de casos de dengue, provando sua baixa eficácia. 
6) No caso de “especialistas” que garantem a eficiência e segurança do “fumacê”,  estes deveriam ter seu nome e formação acadêmica (se engenheiro agrônomo ou químico, por exemplo) divulgados, assim o mesmos poderiam nos ajudar na melhor maneira de se fazer o enfrentamento à dengue;
7) O Comitê,  composto por várias pessoas técnicas e da sociedade civil de Bariri, sempre baseados em protocolos e estudos científicos para o bem e segurança da população, coloca-se à disposição para mais esclarecimentos.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia