Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
30º Previsão para hoje (15 de agosto) 15 de agosto
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
10
10 MAR 2022
SAÚDE
Bariri não tem casos notificados de dengue desde janeiro
enviar para um amigo
receba notícias
“O cidadão é nosso principal parceiro no combate à dengue. Não tem como o poder público agir sozinho”, afirmou a diretora da Diretoria de Saúde, Marina Prearo.

Do início de janeiro até esta quinta-feira (10), o município de Bariri não tem casos notificados de dengue.

Para manter este quadro, a diretora municipal de Saúde, Marina Prearo, atribui o desempenho da Vigilância Epidemiológica, com os agentes comunitários de saúde e agentes de endemias, em mutirão, para o combate ao mosquito Aedes aegypti nos bairros da cidade.

A ação foi feita por uma equipe de aproximadamente 20 pessoas até o início de março, com a verificação de quintais e orientação aos moradores. Os bairros que receberam o mutirão foram o Industrial, Santa Helena, Livramento e Cidade Jardim, com base no índice de infestação da cidade. 

“Na verdade, nós começamos o combate à dengue antes que a transmissão da doença iniciasse. Como tínhamos os dados do índice larvário da cidade, sabíamos em quais bairros o problema era maior. Então, foram os lugares que começamos a fazer a prevenção”, informou a diretora de Saúde.

Outra parceria destacada por Mariana Prearo é a participação da comunidade de Bariri, na manutenção dos quintais limpos e livres dos criadouros do mosquito da dengue.

“As equipes, nas visitas casa a casa, orientaram o cidadão que é o nosso principal parceiro, pois dependemos das pessoas manterem suas casas livres dos criadouros do mosquito da dengue. Não tem como o poder público agir sozinho. Fizemos as buscas casa a casa, fumacê, mutirão por quatro sábados, orientação, fomos à imprensa. A população contribuiu e tem que continuar contribuindo, cada um fazendo sua parte”, ponderou Marina Prearo.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia