Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
30º Previsão para hoje (16 de abril) 16 de abril
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
27
27 MAR 2018
SAÚDE
Falsa notícia pode atrapalhar trabalho de agentes de endemias
enviar para um amigo
receba notícias

A Prefeitura de Bariri por meio da Vigilância Epidemiológica - Controle de Vetores esclarece nesta segunda-feira (26), que é falsa a notícia que circula nas redes sociais sobre o roubo de coletes, crachás e bolsas de agentes de endemias que atuam no combate à dengue. O boato pode gerar dúvida no morador quando os agentes visitarem as casas. 

O documento informa ainda que há suspeita de que os materiais serão usados para furtos em residências e orienta as pessoas a informar familiares e amigos sobre a situação. A Prefeitura de Bariri esclarece que nenhum uniforme foi furtado no município e que o trabalho dos agentes é muito importante para a população.

A mensagem enviada via whatsapp diz: "Atenção - URGENTE. Foram roubados coletes, crachás e bolsas de agentes endêmicos de controle de dengue. Suspeita-se de que serão usados para furtos em residências. Distribuam e informe a todos os seus familiares e amigos. Atenção - URGENTE."

A Vigilância Epidemiológica - Controle de Vetores ressalta que os agentes de combate às endemias costumam ser os mesmos a visitar um determinado trecho. “A cidade é dividida em setores e, somente em caso de férias ou licença médica de algum agente, é que há possibilidade de substituição, para que nenhum bairro fique prejudicado. A notícia que está circulando nas redes sociais é falsa. A população pode ficar despreocupada, porque isso não é verdade”, explicou Vânia Ferrari, chefe do setor de Vigilância Epidemiológica - Controle de Vetores.

A Diretoria de Saúde esclarece que os agentes de endemias, responsáveis pelo trabalho de prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, percorrem os bairros devidamente identificados, incluindo documento de identificação. Casos em que não houver identificação ou até situações excepcionais devem ser comunicados pelo telefone 3662-5783.

Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia