Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
32º Previsão para hoje (23 de fevereiro) 23 de fevereiro
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
17
17 ABR 2017
MEIO AMBIENTE
Projeto de combate às perdas de água começa pelo centro
enviar para um amigo
receba notícias

O Serviço de Água e Esgoto do Município de Bariri (Saemba) contratou empresa por R$ 146,9 mil para implantação de projeto de combate às perdas de água na cidade. A execução do trabalho terá início pelo setor 5 de Bariri, que compreende a região central e outros bairros abastecidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA), como Cidade Jardim, Maria Luíza, Yang, Paulista, Nova Bariri, Santa Lúcia, Panorama e Industrial.

Ao todo, o município foi dividido em 13 setores, conforme a fonte de abastecimento de água. O de número 5 é considerado o mais crítico por conter boa parte da rede de distribuição de água mais antiga de Bariri.

A contratação da empresa Novaes Engenharia e Construções Ltda., de São Carlos, ocorreu por meio de licitação. O pagamento à firma será feito com recursos da ordem de R$ 139,5 mil do Fundo Estadual dos Recursos Hídricos (Fehidro) a fundo perdido, mais contrapartida de R$ 7,3 mil da autarquia. A fiscalização da execução caberá à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Basicamente, a Novaes Engenharia fará pesquisa de vazamentos não visíveis, fornecerá e instalará macromedidores nas adutoras e fará monitoramento via telemetria no setor. O prazo para execução do serviço é de seis meses.

Segundo o superintendente do Saemba, Luis Roberto Pitton, o projeto permitirá identificar em que setores da cidade há perda d’água e atuar para que o problema seja minimizado. A perda d’água nem sempre é física (vazamentos por canos furados), mas representa a diferença entre o que a autarquia produz e o que fatura com as contas pagas.

Outra ação realizada pela autarquia para diminuir as perdas com o fornecimento de água é a troca de hidrômetros nas residências. Bariri possui aproximadamente 12 mil aparelhos instalados. Equipamentos com mais de cinco anos de uso não fazem a leitura correta do consumo de água.

No ano passado foram trocados cerca de 2 mil hidrômetros. Neste ano a previsão é substituir 1,8 mil deles. O serviço é feito sem custo ao morador.


Plano diretor

O trabalho que começa a ser feito agora em Bariri para reduzir as perdas d’água é fruto do plano diretor apresentado em novembro de 2014. Na ocasião, relatório elaborado pela empresa Hidrosan Engenharia apontou que em Bariri 49% da água tratada se perdia por causa de rupturas, vazamentos na rede e em reservatórios, fraudes no sistema e falta de medição em praças e outros locais públicos. A média do Brasil é de 37% de perda.

O diretor-executivo da Hidrosan Engenharia, de São Carlos, Luiz Di Bernardo, comentou durante a apresentação do plano diretor que em Bariri a perda ocorre principalmente pela pressão elevada na rede. O mecanismo é usado para que a água chegue em todos os pontos da cidade. Em períodos noturnos, com a redução no consumo, a situação piora.

O especialista defendeu a necessidade de setorização da rede. O problema dessa medida é de ordem financeira. O investimento ficaria em torno de R$ 12 milhões. Segundo Di Bernardo, a diminuição das perdas, a recuperação da ETA e a perfuração de três novos poços artesianos em Bariri permitiriam oferta de água para os próximos 20 anos, considerando-se o aumento populacional da cidade.

Colaborou: Jornal Candeia
Créditos: Foto e Texto: Alcir Zago / Jornal Candeia
 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia