Ir para o conteúdo

Município de Bariri e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
32º Previsão para hoje (23 de fevereiro) 23 de fevereiro
Siga a Prefeitura
Seg - Sex 8h - 17h
comunicacao@bariri.sp.gov.br
(14) 3662-9200
Município de Bariri
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
18
18 JAN 2017
MEIO AMBIENTE
Administração Municipal recebe da CETESB a licença definitiva de operação para extração de piçarras
enviar para um amigo
receba notícias

A Administração Municipal de Bariri, por meio do Setor de Meio Ambiente, vem trabalhando intensamente na regularização das licenças ambientais junto aos órgãos competentes.

O cascalho de basalto é utilizado no melhoramento de estradas rurais e outras obras da prefeitura, como recuperação de pontes, córregos e acesso a propriedades rurais. 

O Prefeito Araujo e o chefe do setor de Meio Ambiente Sincler Policarpo, receberam da CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, na sexta-feira (13), a licença definitiva de operação da área para extração de cascalho de basalto (piçarras), localizada na Rodovia Braz Fortunato (SP 261), km 175, no Bairro Queixada, próximo à Usina AES Tietê com área total de lavra de 3,59 hectares. A licença de operação tem validade até o dia 20/10/2021 e funcionará de segunda a sexta das 7h às 17h.

O Setor de Infraestrutura já está realizando o levantamento dos bairros rurais com os locais prioritários para receber a melhoria. O trabalho de extração de piçarras é essencial para os serviços municipais e deve ser iniciado na próxima segunda-feira, dia 23.

Segundo Sinclair Policarpo, chefe do setor de Meio Ambiente, "a demanda anual do município é de aproximadamente 700 caminhões, se fosse comprar o material iria gerar um custo total de R$ 100 mil aos cofres públicos, uma economia significativa em tempos de crise econômica", comenta.

A elaboração do projeto técnico que concedeu a licença prévia, licença de instalação e licença de operação, foi elaborado pelo Setor de Meio Ambiente, dispensando a contratação de empresa especializada para elaboração do projeto, gerando mais uma economia de cerca R$ 68 mil.

Mais informações podem ser obtidas pelo Setor de Meio Ambiente através do telefone (14) 3662-9200 ramal 9203.

Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia